sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Uma Psicologia Gentil no Amor


♥ fonte ♥

Quando questionadas, pessoas irão dizer, "Meu homem ideal é um homem gentil que é lindo e alto e inteligente, e rico e tolerante que amará somente eu", mas no final das contas elas vão e acabam se casando com um homem que não é lindo ou alto ou inteligente, e que, para fazer as coisas ainda piores, não é particularmente rico e não parece ser tão tolerante também. E quando elas dizem tudo, se parece com isso: "Ele não é meu tipo, mas ele é realmente gentil." Ah, isso não é uma tolice a se dizer? Elas romperam com seu próprio nobre ideal e sem tentar reconhecer como elas escolheram o comprometimento fácil, elas tentam justificar tudo sob a indulgência da "gentileza" (homens também são iguais, mas...).

Há algum garoto na existência que não seja gentil com a garota que ele ama? Não importa quão incompetente um garoto seja, ele naturalmente parecerá transbordar gentileza. Falando de outro ângulo, um garoto incompetente não terá nenhuma outra habilidade a não ser usar gentileza como uma arma, um garoto que é apresentado com "gentileza é seu ponto forte", isto é, isso não é nada mais do que incompetência. Se chegar ao ponto em que você tem que dar uma desculpa e dizer, "mas ele é realmente gentil", então você realmente estaria melhor declarando sua derrota e dizer corajosamente, "Eu desisti do meu ideal, e escolhi esse cara que não tem nada além de gentileza para redimi-lo. Que vergonha." A feiura de um casal que disfarça seus desejos naturais e se compromete juntos, aninhando-se como se ao mesmo tempo tentassem lamber suas feridas, é um grave crime para este mundo. E exatamente por isso, a natureza é uma coisa maravilhosa. Vulcões entram em erupção e a fúria do tsunami. Na realidade há um atrativo em sua malícia, eles nos estimelam com curiosidade até a submissão. Se você afundar em um lago calmo, vai se afogar, e até mesmo um vento refrescante carrega doenças. Não há nem mesmo um fragmento de gentileza neles.

Nós podemos ser chamadas de arrogantes por isso, mas nós temos que ter nosso casamento ideal com nosso amor ideal. Sentimentos de amor que não conhecem nada desse ideal não são nada além de desejo sexual. "Gentileza" rejeita o avanço e o progresso em direção ao futuro. "Gentileza" conota um medo conservador que tenta manter o status quo existente. Um amor encontrado com espadas em choque, onde juntos vocês não baixam sua guarda, fará do amor uma sublimação da cultura. Portanto, o amor se torna a coisa dos livros, da música, e nos convida a uma reação emocional. Você não vem em busca de paz no amor. Esta é uma batalha. Abandone aquele amor fácil para o qual você começou a ser pressionado e avance como um tanque nas ondas furiosas de um amor que não pode ser concedido. Você, príncipe bonito, alto e inteligente, que é rico e tolerante e só vai amar você, e também é incidentemente gentil, está esperando na floresta densa pelo dia em que você irá até ele.


Créditos:
Japonês para inglês:
Faith
Inglês para português: Ichigo Hime


Meus comentários:

Esse é um texto do Novala que eu gosto bastante, ou pelo menos de 75% dele. Sim, eu concordo que não devemos baixar nossas expectativas porque isso nos leva a romances mornos e pouco satisfatórios, e acabamos nos convencendo a não esperar mais do que isso, mas eu discordo totalmente dessa coisa de que o amor é uma batalha. Eu não consigo deixar de pensar no clichê de doramas e animes em que a protagonista se encontra no triângulo amoroso entre um cara bonzinho e outro que a princípio nem liga pra ela e ela sempre escolhe o segundo. Acho isso um desserviço e até perigoso. Que raio de ideal de relacionamento é esse? Fora toda aquela ilusão de que o cara pode mudar por amor. Perdoem meu francês, mas meu pau de óculos que vai mudar!

Em resumo (porque senão isso vai virar um artigo à parte - coisa que aliás eu pretendo fazer*): sim, você tem que ser exigente mesmo e não aceitar qualquer coisa, mas ao mesmo tempo não quer dizer que isso implica em uma grande batalha ou um relacionamento tumultuoso deva ser visto como normal ou desejável. Um amor tranquilo não é a mesma coisa que um amor monótono, e é um alívio que depois de uma batalha você tenha um porto seguro pra repousar, e não mais um lugar onde você "não pode baixar sua guarda".


* sobre escrever um artigo à parte, eu venho ruminando muitas coisas sobre relacionamentos há algum tempo e gostaria de saber se vocês tem interesse em ler meus 2 centavos a respeito.

Um comentário:

  1. Adoraria ler! Eu também concordo em partes com esse texto, porém não saberia dizer o que ele quer dizer quando diz que o amor é uma batalha. Eu considero o amor uma tarefa difícil, mas difícil não quer dizer que é uma luta. Estamos sempre meio desesperados para sermos amados, é uma necessidade básica do ser humano, mas quando não nos valorizamos, caímos na armadilha do “amor fácil”.
    Aguardando seu texto <3

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...